Matéria da Revista Cabeleireiros.com - Edição 52

Imprimir 1, 2, 3... D!

Avalie: 12345

coloração 3D (2)Colorir os cabelos com um ou dois tons é coisa do passado. A técnica 3-D chegou com suas tonalidades e seus efeitos múltiplos para embelezar os clientes

texto: Eder Garrido | fotos: Andrew O’Toole e Alessandro Cecchini

Você se lembra da época em que as mulheres entravam no salão de beleza e pediam que os cabelos fossem coloridos em castanho-claro, loiro-escuro ou vermelho? No máximo, algumas mechas aqui e ali. Era isso e ponto-final.

Isso mudou graças à moda da coloração 3-D. A técnica cria proporções por meio de efeitos claros e escuros, com uma distribuição precisa de mechas com três ou quatro tonalidades. “Ao contrário das colorações tradicionais, as cores são sobrepostas ou colocadas diagonalmente”, explica Nilson Almeida, hairstylist do Studio W Higienópolis. Exemplificando: os fios internos podem ser pretos; os do meio, castanhos; e os superiores, loiros. Na televisão, a tendência pode ser vista na produção de Christiane Torloni, a Tereza Cristina, da novela Fina Estampa, exibida pela Rede Globo.

coloração 3D (1)Diferentemente das demais colorações, a 3-D pode ser aplicada em todo o cabelo ou em pontos focais, para dar mais vida e realçar o corte com a percepção do conceito de luz e sombra. Como o segredo é o contraste, ela deve caminhar de mãos dadas com a naturalidade. “Cor e divisões das mechas precisam ser bem planejadas, pois a característica principal é não criar marcações”, completa Glauco Braga, coordenador e educador do Trend Vision Brasil.

Entre as vantagens da novidade, está o fato de cada cliente poder desfilar com cabelos exclusivos, clássicos ou arrojados. “O grande barato do 3-D é não limitar as possibilidades”, afirma.

coloração 3D (8)Por ser natural e usar mechas ocultas, a técnica dispensa retoques freqüentes, a cada três ou quatro meses. Mas, para garantir o brilho, a cor de fundo pode ser retocada mensalmente; além disso, um tonalizante no comprimento e nas pontas é recomendado a cada dois meses. Para mulheres com uma grande quantidade de fios brancos, Narciso Netto recomenda um retorno ao salão a cada 30 dias.

Aliás, é na manutenção da coloração 3-D, que o profissional mais pode lucrar. Apesar de não ter um custo maior em relação à quantidade de produto gasto, é necessário dedicar muita atenção à cliente na elaboração do visual personalizado, sendo possível cobrar mais pelo serviço.

coloração 3D (7)Combinação de cores
A coloração 3-D pode ser aplicada em qualquer comprimento ou textura de cabelo. Basta abraçar a vontade de experimentar e pronto! “O sucesso depende do tom escolhido e da composição que a coloração vai ter”, diz Netto.

Quanto às combinações de cores, Braga lembra que as mechas não devem ser harmonizadas apenas aos fios. O tom da pele também é importante. Por exemplo: uma mulher com cabelos castanho-médios, pele morena e fria, não combina com colorações quentes, como vermelho-intensas, ruivas ou douradas. “Beges luminosos e marrons mornos são mais adequados”, recomenda.

coloração 3D (9)Já Nilson aponta as combinações de preto com cobre e mel, castanho com marrom e cinza, e loiros-bege com amadeirados como algumas de suas preferidas. Narciso indica marrons profundos e acinzentados, para criarem profundidade, e beges e loiro-dourados, para proporcionar efeitos de volume e luz. E uma dica para as ruivas: combinar matizes quentes e frias é uma excelente opção para valorizar o corte e a textura.

Quem já tem os cabelos coloridos pode submetê-los à coloração 3-D? Sim, desde que o limite do cabelo em relação à mistura de cores seja respeitado. Observar se eles estão fortes e não quebradiços é vital. “Os profissionais brasileiros já usavam essa técnica. O que houve foi uma ampliação da visão do trabalho”, diz Netto, que vê com alegria essa evolução. “Trata-se do que há de mais atual no mercado das colorações”, finaliza Braga.

Galeria de fotos:

  • Chris Williams para Rush London
  • Chris Williams para Rush London
  • Chris Williams para Rush London
  • Chris Williams para Rush London
  • Chris Williams para Rush London
  • Chris Williams para Rush London
  • Chris Williams para Rush London
  • Chris Williams para Rush London
  • Chris Williams para Rush London
  • Chris Williams para Rush London
  • Chris Williams para Rush London
  • Chris Williams para Rush London
  • Chris Williams para Rush London
  • Chris Williams para Rush London
  • Chris Williams para Rush London
  • Chris Williams para Rush London
  • Chris Williams para Rush London

Deixe um comentário:



Buscar

Notícias

Newsletter

Assine e receba as novidades da revista em primeira mão.



Publicidade


Revista Cabeleireiros.com

Login Cadastre-se