Matéria da Revista Cabeleireiros.com - Edição 26

ImprimirA alimentação e a saúde dos cabelos

Avalie: 12345

Uma dieta rica em vitaminas e minerais é essencial para manter os fios sedosos e fortes

Manter uma alimentação balanceada é fundamental para conseguir uma variedade adequada de nutrientes primordiais para a saúde dos cabelos. Isso porque fios fortes, sedosos e brilhantes dependem de vitaminas e minerais encontrados em diversos alimentos.

Mais importante que ingerir grandes quantidades de um determinado alimento para obter, por exemplo, cálcio ou vitamina A, é procurar a sinergia de todas as vitaminas e minerais. A dieta deve ser, portanto, a mais variada possível, para que se consumam quantidades suficientes de todos os nutrientes.

Alimentos ricos em zinco, manganês, selênio e ferro, assim como em vitaminas C, K e complexo B, são essenciais no crescimento e na vitalidade dos fios. Além deles, é importante acrescentar alimentos ricos em enxofre, mineral básico para a formação de queratina, proteína que dá estrutura às madeixas.

Cabelos bem alimentados resistem melhor às agressões externas, apresentam brilho e maleabilidade e crescem mais rapidamente. Quando existe algum desequilíbrio orgânico ou doença (anemia, hipotireoidismo, desnutrição), os fios perdem a força, se tornam secos e quebradiços e caem. Uma alimentação inadequada em nutrientes contribui para o enfraquecimento do bulbo capilar. Por isso, a dieta deve ser rica em proteínas de alto valor biológico (carne, peixe, ovos, iogurte desnatado, verduras, frutas, sementes oleaginosas, grãos e cereais integrais). Quando a queda de cabelos já está ocorrendo, além da mudança de hábitos alimentares, suplementos vitamínicos devem ser prescritos pelo médico.

Dicas gerais

Porções generosas de vegetais verde-escuros devem ser incluídas todos os dias. Eles podem ser consumidos cozidos ou crus, em forma de saladas ou sucos.

Frutas coloridas devem estar presentes diariamente, e é importante variar. Frutas da estação, além de mais baratas, costumam ser ricas em nutrientes. Procure consumir as que possuem cores diversas, como suco de laranja com acerola pela manhã e uma fatia de abacaxi ou alguns morangos à tarde. No dia seguinte, opte por manga, caqui, uva, kiwi etc.

Proteínas de alto valor biológico são vitais para o desenvolvimento estrutural dos fios, por isso, carne bovina, aves e peixes não podem faltar na alimentação. Procure variar de duas a três porções por semana de cada um. Ovos frescos devem ser consumidos de três a quatro vezes por semana.

De duas a três porções diárias de laticínios, como leite, iogurte e queijos, fornecem proteína e cálcio em doses adequadas. Trinta gramas de queijo, um copo de leite ou um pote de iogurte fornecem, em média, de 200 a 300 mg de cálcio. Não se deve esquecer que as folhas verde-escuras também são excelente fonte – uma xícara de couve crua contém 100 mg de cálcio.

Sementes oleaginosas, como amêndoa, castanha-do-Pará, avelã, noz, castanha-de-caju, são muito calóricas e devem ser consumidas sem exagero. Um punhado, de duas a três vezes por semana fornece vitaminas e minerais sem comprometer a boa forma. Inclua metade de um abacate pequeno pelo menos uma vez por semana.

Elementos essenciais muito utilizados em formulações capilares para nutrir e proteger os fios de cabelo podem – e devem! – ser ingeridos diariamente para melhorar a ação dos cosméticos. Na lista a seguir estão as principais fontes dos minerais e das vitaminas de que os cabelos precisam para ter saúde:

Ácidos graxos essenciais – Ômega – 3, 6 e 9 – abacate, azeite, sementes de linhaça, sementes oleaginosas e peixes gordos, como salmão, cavala, atum, sardinha etc.

Biotina – arroz integral, fígado de boi, gema de ovo, grãos integrais, leguminosas, levedo de cerveja, sardinhas etc.

Cálcio – algas, leite e derivados, melado de cana, vegetais verde-escuros.

Magnésio – abacate, abacaxi, banana, frutos do mar, grãos integrais, melado de cana, melão, sementes oleaginosas, vegetais verde-escuros.

Enxofre – alho, cebola, ovos, pimentão vermelho, carne, repolho, couve de bruxelas, raiz forte.

Potássio – carnes magras, frutas secas, grãos integrais, leguminosas, sementes de girassol, vegetais.

Vitamina A e carotenóides – algas, fígado, frutas e vegetais amarelos, alaranjados e verde-escuros (os campeões são manga, melão, papaia, cenoura, couve, salsa, cebolinha, espinafre e batata-doce), leite integral e derivados, manteiga, ovos.

Vitaminas B5 ou ácido pantotênico – gema de ovos, germe de trigo, grãos integrais, levedo de cerveja, leguminosas, miúdos, salmão.

Vitamina E – abacate, germe de trigo, manteiga, miúdos, óleos vegetais prensados a frio, ovos, sementes oleaginosas, vegetais folhosos.

Zinco – carne, cogumelos, frutos do mar, germe de trigo, levedo de cerveja, miúdos, ostras, ovos, peru etc

Deixe um comentário:



Buscar

Notícias

Newsletter

Assine e receba as novidades da revista em primeira mão.



Publicidade


Revista Cabeleireiros.com

Login Cadastre-se