Matéria da Revista Cabeleireiros.com - Edição 11

ImprimirA Luta Pelo Sucesso II

Avalie: 12345

Ética profissional: a essência da abertura de um salão de beleza

Abrir um salão e se manter na profissão exigem muita ética, profissionalismo e respeito, que determinam o sucesso de um estabelecimento. Continuamos aqui com a trajetória-padrão de um cabeleireiro, que após conseguir o sucesso e o reconhecimento profissional resolve abrir o seu próprio salão, em busca de uma carreira empresarial bem-sucedida.

Abrindo um salão

Essa é a etapa mais difícil: abrir um salão de beleza. O tempo em que um salão era uma porta de fundo de quintal, com uma cadeira e um lavatório, onde se começava a cortar cabelo sem nenhuma técnica, acabou. Hoje, tem que se levar em conta fatores profissionais e práticos, antes de se aventurar a abrir o próprio salão.

Fatores profissionais:

. O profissional tem que estar atualizado e afinado com as últimas técnicas. Só assim poderá formar e treinar uma equipe.
. O número de clientes aumentou, e as exigências também. Além de talento e técnica tem que ter um diferencial para formar uma clientela.
. Ainda em relação aos clientes, é preciso definir o público-alvo para acertar nos preços. Errando nos preços você erra no salão.

Fatores práticos:

. Antes de tudo, pesquisar e determinar a localização, de acordo com o público definido como clientela. E se esse bairro, ou rua, realmente necessita de um salão.
. Fazer um planejamento financeiro realista. Sem esquecer de um fundo de reserva para os seis primeiros meses de funcionamento.
. De empregado você passa a ser empregador. Tudo o que você reclamava antes passa a ser responsabilidade sua. Você será o primeiro a chegar e o último a sair.

Se você tem consciência dessa realidade, possui uma clientela expressiva e conta com um fundo de reserva, para garantir as despesas iniciais, está preparado para abrir seu próprio salão.

Aprendendo a delegar

Quando você passa a ser dono de um salão tem que demonstrar competência em outra área: administração. Administrar tudo, nos mínimos detalhes, será fundamental. De início, esqueça essa história de delegar, pois você precisa trabalhar a sua equipe para que cada membro desempenhe a sua função, de acordo com as suas idéias. E isto você só vai conseguir se tornando um líder admirado e respeitado. Todos têm direitos e deveres, inclusive você. Entre os seus deveres estão:

. Colocar em prática um projeto de administração abrangente, que determine todo o funcionamento do salão e a função de cada um.
. Orientar como deve ser o funcionamento e a manutenção do espaço, em todos os serviços: do manobrista ao profissional cabeleireiro.
. Boa educação é fundamental. Funcionários e clientes merecem respeito e atenção.

Com o tempo você pode se sentir escravo do próprio trabalho. Se decidir viajar, a qualquer momento o telefone tocará, por vários motivos. É um funcionário que faltou, ou foi para outro salão, e por aí vai. O inesperado sempre acontece e você tem que estar preparado para todas as surpresas: agradáveis e desagradáveis. É justamente nessa hora que você precisa aprender a delegar funções, embora sabendo que as coisas só funcionam do seu jeito com a sua presença. Mesmo assim lute para não ser totalmente indispensável.

Delegar não é passar para alguém sua função, ou o desempenho de seu trabalho. É administrar transferindo deveres e responsabilidades, onde cada um não dependa da função do outro. Cria-se uma coesão e um grau de iniciativa na equipe, onde ninguém é insubstituível. Com isso, você ganha tempo para participar de eventos indispensáveis à sua atualização e manter um salão bem-sucedido.

Criando uma franquia

Se você pretende expandir sua empresa procure se informar com os órgãos competentes. Abrir franquia de salão no Brasil não é fácil. De início, você deve formatar a sua franquia junto a uma empresa especializada. Só através desse procedimento poderá iniciar esse processo.

Não é tão simples padronizar serviços. Abrir um segundo salão, franqueado, é fazer uma clonagem da matriz. Além dos preços, os serviços e instalações acompanham o primeiro, como modelo. Este é um assunto que requer um aprofundamento maior.

Esta matéria procurou mostrar a realidade da profissão de cabeleireiro, que geralmente só é vista pelo aspecto glamouroso. Quer um conselho? Suba degrau por degrau, construindo uma base sólida, que o sucesso virá naturalmente.

Deixe um comentário:



Buscar

Notícias

Newsletter

Assine e receba as novidades da revista em primeira mão.



Publicidade


Revista Cabeleireiros.com

Login Cadastre-se