Matéria da Revista Cabeleireiros.com - Edição 33

ImprimirAnamnese, você já ouviu falar dela?

Avalie: 12345

Ficha de anamneseUm questionário que aborda o histórico dos cabelos dos clientes nos últimos dois anos auxilia o cabeleireiro a avaliar se os fios terão condições de serem tratados quimicamente

texto: Márcia Britto
foto: divulgação

Para evitar surpresas desagradáveis na hora de realizar colorações, alisamentos e outros procedimentos, é necessário fazer uma avaliação do histórico dos cabelos do cliente. Essa análise é chamada de anamnese, palavra que, em grego, significa “trazer de novo” (ana) e “memória” (mnesis). Na prática, é relembrar todos os fatos relacionados aos fios. Esse método é muito usado na medicina, para que os especialistas descubram a origem de uma determinada anomalia.

Em se tratando dos cabelos, a anamnese orienta o profissional sobre os produtos que ele pode usar durante uma mudança no visual do cliente ou sobre o que prejudicou os fios, permitindo a escolha certeira de um procedimento para reparar o problema. Gennaro Preite, cabeleireiro e consultor técnico da Condor, diz que a anamnese é necessária quando se quer fazer uma análise aprofundada dos cabelos. “Sem esse estudo, é difícil desvendar a condição estrutural dos fios. A anamnese ajuda a descobrir a quais procedimentos os cabelos foram submetidos”, ressalta.
 

Deixe um comentário:



Buscar

Notícias

Newsletter

Assine e receba as novidades da revista em primeira mão.



Publicidade


Revista Cabeleireiros.com

Login Cadastre-se