Matéria da Revista Cabeleireiros.com - Edição 20

ImprimirAtualização é a Chave Mestra para o Profissional

Avalie: 12345

Cursos, feiras, workshops, viagens e estudos na área da beleza são componentes fundamentais para a reciclagem de conhecimento.

Atualizar é a palavra do momento. Sempre considerei importante estudar e conhecer novas técnicas de trabalho. Posso dividir a minha vida em duas fases: antes e depois da era tecnológica. Tenho 57 anos de trabalho na profissão com cabeleireiros, amo esta profissão e pude constatar que para se tornar um profissional de gabarito, principalmente na área da beleza, é importante participar de cursos, feiras, viagens, workshops e estudos.

Atualmente, a globalização é uma das constantes mais presentes no país, muitas vezes nossas clientes já sabem das novidades antes do que os próprios profissionais. O acesso à informação está cada vez mais fácil, principalmente com a difusão da internet. Desta forma, a velha idéia que um cabeleireiro sobrevive com um pente e uma escova é totalmente ultrapassada. O profissional que não se especializar ficará estagnado e, provavelmente, fora do mercado da beleza.

Na minha época, há quase 60 anos atrás, utilizávamos soda cáustica para realizar alisamentos nos cabelos. Hoje, com a revolução no mercado cosmético, os produtos são desenvolvidos a base de hidróxidos e tioglicolatos. Isso aconteceu graças à tecnologia, que trouxe benefícios à saúde dos cabelos e também para as clientes. Porém, a gama de produtos que existe no mercado é muito maior. Por isso, é necessário que os profissionais compreendam sobre as áreas humanas, exatas e biológicas.

Além da tecnologia, é importante ressaltar a qualificação de cada profissional. Muitos cabeleireiros erram preocupando-se inicialmente com o lucro que terão com cada cliente, esquecendo que a qualidade do trabalho deve estar em primeiro plano. Além disso, a maioria destes profissionais abre a gaveta no salão no final do dia e dizem: “Oba, tenho R$ 100. Este dinheiro é meu, posso gastar”. Porém, esta quantia não é exclusivamente deles. Devemos retirar os custos de aluguel, água, luz, telefone e os pagamentos para os profissionais deste salão.

Portanto, o saldo positivo deste pro-prietário será de aproximadamente R$ 15 diários e não de R$ 100. Este balanço, do que entra e do que sai no salão, é fundamental para o crescimento saudável do profissional e de sua equipe.

Visando questões como estas citadas anteriormente, a Universidade Cruzeiro do Sul, UNICSUL, a partir do início do próximo ano oferecerá um novo curso de graduação: o Curso Superior de Tecnologia em Visagismo e Estética Capilar. Vejo esta idéia de forma positiva porque os profissionais da área da beleza terão a possibilidade de qualificar-se como cabeleireiro e, para aqueles que já atuam na área, aprimorar as qualidades técnicas e adquirir conhecimentos multidisciplinar nas áreas de gestão, marketing, finanças, logística, química, biologia, psicologia, além de receber a certificação acadêmica em nível superior.

Com este curso, os profissionais poderão somar arte, técnica e tecnologia. Conhecendo melhor sobre todas as áreas, terão maior confiança no seu trabalho, possibilitando assim, uma maior desenvoltura na atuação dentro e fora dos salões.

Acredito que com este curso o profissional estará preparado para o futuro, além de trazer obviamente a independência para esta profissão. Mas para isso será necessário que você atue. Pergunto a você, cabeleireiro, qual foi a última vez que participou de uma feira? Está atualizado? Têm estudado? Convido você a refletir sobre o tema e agir. Minha dica? Seja único!!!

Deixe um comentário:



Buscar

Notícias

Newsletter

Assine e receba as novidades da revista em primeira mão.



Publicidade


Revista Cabeleireiros.com

Login Cadastre-se