Matéria da Revista Cabeleireiros.com - Edição 27

ImprimirBeleza completa

Avalie: 12345

Linda e talentosa, Michelle Pfeiffer coleciona sucessos na carreira e mostra que o sonho de ser uma estrela do cinema pode se tornar realidade

consultoria: Rafael Assis (Factory)
fotos: divulgação
texto: Liana Pires

Ao longo do tempo, uma californiana Santa Ana provou ao público que seu objetivo não era ingressar no universo de Hollywood como mais uma atriz linda, loira e de olhos claros. Até porque foi preciso dedicação e trabalho para deixar o emprego de caixa na Vons – uma grande rede de supermercados – e ganhar as telas de cinema como uma verdadeira estrela.

Michelle Pfeiffer começou ainda jovem a participar de concursos de miss por considerar que neles poderia ser vista pelos ”olheiros” de Hollywood. O primeiro título que ganhou foi o de Orange County Beauty, em 1978. Depois desse vieram outros, mas não foram suficientes: ela queria atuar. Assim, após alguns testes de elenco, ela deixou de lado o “papel” que interpretava na vida real – o de uma criança que sofria com as brincadeiras jocosas dos colegas e que depois se tornou uma jovem sem potencial artístico – para se tornar uma estrela do cinema norte-americano.

Hoje, com quase 50 (ela fará aniversário em 29 de abril), não abre mão de suas roupas Armani e vive uma vida luxuosa, mas afirma que não é escrava dela. Permite-se ser fã de sorvete de baunilha, coloca a família em primeiro lugar e colabora para várias entidades filantrópicas, como a American Cancer Society (Sociedade Americana do Câncer). Consagrada, ela não foge de questões polêmicas e diz que os pais não devem permitir que as crianças vejam filmes não compatíveis com a idade deles. Confira o quanto a atriz mudou de visual em alguns de seus trabalhos.

FILMOGRAFIA

Chasing Montana (2008), Hairspray – Em Busca da Fama (2007), Stardust – O Mistério da Estrela Cadente (2007), Nunca É Tarde para Amar (2007), Sinbad – A Lenda dos Sete Mares (2003), White Oleander (2002), Uma Lição de Amor (2001), Revelação (2000), Nas Profundezas do Mar sem Fim (1999), Sonho de uma Noite de Verão (1999), A História de Nós Dois (1999), O Príncipe do Egito (1998), Terras Perdidas (1997), Um Dia Especial (1996), Para Gillian no seu Aniversário (1996), Íntimo e Pessoal (1996), Mentes Perigosas (1995), Lobo (1994), A Época da Inocência (1993), Batman – O Retorno (1992), As Barreiras do Amor (1992), Frankie & Johnny (1991), A Casa da Rússia (1990), Susie e os Baker Boys (1989), Ligações Perigosas (1988), Conspiração Tequila (1988), De Caso com a Máfia (1988), As Amazonas na Lua (1987), As Bruxas de Eastwick (1987), Doce Liberdade (1986), O Feitiço de Áquila (1985), Um Romance muito Perigoso (1985), Scarface (1983), Grease 2 – Os Tempos da Brilhantina Voltaram (1982), Charlie Chan e a Rainha Dragão (1981), Quando o Amor Renasce (1980), Os Cavaleiros de Hollywood (1980).

Galeria de fotos:

  • Ao adotar o comprimento curto, a atriz investe no corte assimétrico desfiado nas pontas com mechas californianas, que criaram um aspecto despojado
  • A suavidade é ressaltada pelo corte levemente arredondado com franja simétrica na altura do nariz e as discretas mechas tom sobre tom
  • O corte assimétrico, desfiado à navalha, com franja na altura do queixo encorpa os fios e dá volume às pontas. O tom loiro combina com a cor da pele
  • Em Um Dia Especial, a atriz interpreta a arquiteta Melanie Parker. Para assegurar modernidade à personagem, a produção do filme apostou em um corte médio com franja na diagonal, pontas levemente desfiadas, coloração no tom de marrom mel e mechas douradas
  • As Bruxas de Eastwick foi um marco na carreira da atriz, e o visual em camadas com franja na altura do nariz a acompanhou por um tempo. A raiz no tom natural é acompanhada por mechas cinza claríssimas, criando um contraste com o tom mel.
  • O corte chanel médio com franja reta e base simétrica combina com o rosto e o tom claro da pele da atriz
  • Em Stardust, Michelle usa um corte em camadas com volumosas extensões de megahair e mechas californianas
  • Típico dos anos 1980, o corte desfiado, trabalhado na navalha, é acompanhado por mechas californianas
  • Estilo Marylin Monroe, o corte em camadas com franja em diagonal garante volume às madeixas loiras em dois tons

Deixe um comentário:



Buscar

Notícias

Newsletter

Assine e receba as novidades da revista em primeira mão.



Publicidade


Revista Cabeleireiros.com

Login Cadastre-se