Matéria da Revista Cabeleireiros.com - Edição 5

ImprimirColoração e Diagnóstico IV

Avalie: 12345

TÉCNICAS E DICAS DE DESCOLORAÇÃO Na edição anterior apresentamos, através de perguntas e respostas, uma ferramenta a mais de trabalho em descoloração. Agora, abordando o assunto de uma forma mais direta e detalhada, damos continuidade ao tema com informações indispensáveis para vocês, profissionais cabeleireiros. Afinal como realizar, com sucesso, um processo de descoloração? Antes de tudo treinar muito e perder o medo de errar, que o cabeleireiro adquire depois que aprende a cortar cabelo. Explicando melhor, antes de aprender a cortar cabelo, o cabeleireiro se define como um aprendiz ou auxiliar; quando passa a fazer cortes, já na condição de profissional, ele, inconscientemente, pensa que não pode mais errar e começa a treinar bastante, aprimorando cada vez mais o corte, a escova e outras finalizações, para fazer e satisfazer a sua clientela. Enquanto isso, os processos químicos, na maioria das vezes, não recebem o mesmo treinamento e passam a ser encarados como “técnicas que estragam o cabelo”. O que na realidade quer dizer: “não sei fazer ou não me aperfeiçoei para isso”. Revendo esse conceito, pense, analise e responda às seguintes questões: 1. Quantos cursos de descoloração eu já fiz? 2. Quantos cursos de colorimetria eu já fiz? 3. Qual o diferencial que eu tenho na profissão, em relação a outros profissionais? 4. Qual o diferencial que eu realmente quero ter, de hoje em diante? Bem, se as perguntas 1 e 2 foram respondidas com cinco cursos e se há cinco anos você está na profissão, parabéns! Você faz parte de uma pequena parcela que se aperfeiçoa mas, ainda é pouco. Em um mercado tão concorrido, onde a preparação técnica é um pré-requisito para o bom profissional, só uma reciclagem anual não é o bastante. Quanto às outras perguntas (3 e 4), independente do que você respondeu, o que existe muito por aí são profissionais cabeleireiros fazendo sempre as mesmas coisas ou seja, não se reciclam e reclamam da crise; e caso uma cliente queira clarear o cabelo, que tenha uma coloração muito escura, não fazem alegando que estraga o cabelo ou apelam para as mechas na tentativa de disfarçar um pouco a cor escura. Descolorir um cabelo, com profissionalismo, requer muito treino para adquirir experiência. Isso tudo implica, como em qualquer profissão, erros e acertos. É fazendo que se aprende. O primeiro passo é comprar o material para treinar em pessoas que queiram esse tipo de serviço e não podem pagar. Quando for praticar lembre-se de pequenos detalhes: - Nunca pratique no expediente de trabalho. Preserve-se não se expondo, até obter confiança. - Nunca aplique uma descoloração da raiz às pontas. A raiz sempre clareia mais rápido, dificultando a unifor-mização da cor depois. Primeiro aplique no meio e pontas, até o fundo desejado (confira o gráfico ao lado), e em seguida na raiz. - Faça um teste de mecha, antes de executar o trabalho, para garantir um bom resultado. Existem pigmentos que não clareiam facilmente e cabelos frágeis que aparentam ser fortes. Como bom profissional zele pelo seu nome fazendo sempre o teste de mecha, de preferência no alto da cabeça, no meio e nas pontas, não esquecendo que a raiz clareia mais rápido. - Converse sempre com a cliente. Não adianta querer sair de um cabelo preto azulado para um tom 10. Deve-se levar em conta dois fatores: condições do cabelo e o choque de uma mudança tão drástica. - Nunca clareie em excesso. Observe o tom desejado e o fundo de clareamento para obter a cor escolhida. Ex.: a cliente deseja um cabelo ou mechas vermelhas e o profissional clareia até o amarelo e ainda reclama que a cor não fixou. - Lembre-se que antes de colorir um cabelo descolorido deve-se enxaguá-lo bastante, sem deixar resíduo de desco-lorante; e se for longo, usar o condicionador para não em-baraçar. - O enxágüe deve ser feito com água morna. - Mais uma vez: quanto mais prática você tiver, melhor. Esteja preparado treinando muito. Em função das dúvidas apre-sentadas através de telefo-nemas e e-mails, prolongamos o tema descoloração nesta edição. Na próxima aborda-remos o assunto escurecimento de cabelos descoloridos. A Creattive Professional é uma revista técnica e essas orientações são direcionadas para profissionais cabeleireiros e afins; não utilize as técnicas se você não for um profissional. Neste caso, consulte o seu cabeleireiro. Qualquer pro-cesso químico deve ser aplicado por um especialista.

Deixe um comentário:



Buscar

Notícias

Newsletter

Assine e receba as novidades da revista em primeira mão.



Publicidade


Revista Cabeleireiros.com

Login Cadastre-se