Matéria da Revista Cabeleireiros.com - Edição 13

ImprimirColoração e Pigmentos: perguntas e respostas

Avalie: 12345

Apesar de ser uma técnica que faz parte do dia-a-dia do colorista, a coloração requer um profundo conhecimento e uma atualização constante.

Com o objetivo de ampliar o conhecimento através da informação, elaboramos respostas esclarecedoras, para algumas questões com as principais dúvidas de nossos leitores sobre coloração e pigmentos, que facilitarão o desempenho do profissional cabeleireiro.

Como analisar se a coloração que estou aplicando na minha cliente tem boa qualidade de pigmentos?

A melhor maneira de identificar a qualidade do pigmento é através da intensidade da cor aplicada no fio de cabelo, porém é importante avaliar a cor, com um oxidante de marca igual a do fabricante da coloração, e respeitar à risca as medidas sugeridas na bula do produto.

Em coloração de oxidação os corantes vão se formar dentro do fio de cabelo através da liberação de oxigênio dos oxidantes; por isso é tão importante a qualidade dos mesmos, quanto a sua medida e o tempo de pausa do produto no cabelo.

Apliquei uma coloração de determinada marca em uma cliente e a mesma cor em outra cliente, porém de marca diferente. Além de notar uma pequena diferença de tom, percebi que uma delas desbotou mais rápido que a outra. Por que isso ocorre?

Estaria sendo injusto em afirmar que uma coloração é melhor que a outra, comparando desta maneira. As diferenças de cor e de durabilidade podem se dar dependendo da estrutura e da pigmentação natural do fio que vai receber a coloração. A única maneira de se comparar marcas de coloração é aplicar sobre a mesma base, ou seja, sobre a mesma cabeça, metade a metade.

O cabelo de uma pessoa não é igual ao de outra. O cabelo é como uma impressão digital, só que pode variar. Se fizermos um teste de mineralograma temos um relato de todos os oligoelementos que existem, ou que estão em excesso no corpo naquele momento. Uma pessoa que quase não bebe água e que se alimenta muito mal tem uma estrutura de cabelo diferente daquela que toma, pelo menos, dois litros de água por dia e tem uma alimentação equilibrada. Sem contar como, e com o que, a pessoa trata os cabelos diariamente.

Duas pessoas podem ter os cabelos castanhos claros, e um deles clarear mais rápido ou ter porosidade diferente. Por isso, só é possível comparar marcas e cores sobre a mesma cabeça. Tudo isto levando em conta que as preparações, aplicações e tempo de pausa terão que ser feitas uniformemente, em ambos os lados.

Por isso, também, recomendamos aos leitores que não são profissionais, e que eventualmente venham a ler nossas matérias, a procurar sempre um profissional cabeleireiro para a execução destes trabalhos.

Como fazer uma mudança de tom fantasia em um cabelo colorido, sem alterar a altura de tom, mantendo a uniformidade?

Seguindo as regras da estrela de Oswald, usando a cor complementar na mesma altura de tom. Exemplo:

Um cabelo com a cor fantasia, vermelho, e altura de tom 7, aplica-se uma cor 7 cinza para a neutralização.

Lembre-se que esta neutralização se dá através de sobreposição de cores e que em alguns casos pode se obter melhor resultado na segunda aplicação.

Por que depois de muito tempo loiríssima é difícil para uma cliente voltar à cor natural?

É muito difícil mudar de uma hora para outra sem gerar um desconforto. Nesta hora exige-se muito do profissional cabeleireiro, que deve ter a sensibilidade de entender que a cliente não tem muita noção de escurecimento. Às vezes ela quer escurecer um ou dois tons e acaba pedindo um castanho. Um bom diálogo, esclarecendo as opções que se tem e usando artifícios como fotos ou cartela de cores, pode ajudar muito. Caso sinta que existe alguma dúvida, utilize técnicas que gerem um desbotamento gradativo, ou que propiciem uma descoloração depois, caso ela resolva voltar atrás.

Esperamos ter atingido o nosso objetivo, que é propiciar informações fidedignas e esclarecer, tecnicamente, as dúvidas sobre o assunto. Na próxima edição continuaremos com mais perguntas e respostas. Se você tem alguma dúvida mande e-mail para Wagner Policarpo no endereço wp@netbeauty.com.br.

Deixe um comentário:



Buscar

Notícias

Newsletter

Assine e receba as novidades da revista em primeira mão.



Publicidade


Revista Cabeleireiros.com

Login Cadastre-se