Matéria da Revista Cabeleireiros.com - Edição 40

ImprimirCriatividade hispânica

Avalie: 12345

Trajetória de sucesso (2)Aos 33 anos de idade, o jovem talento Carles Sanchez vem ao Brasil mostrar por que está sendo tão premiado no exterior

texto: Rebeca Alcoba | fotos: Ou La Teva Imatge, Lluís Oliver Studio e Francesc Fernandez

Uma verdadeira injeção de adrenalina. Essa foi a sensação que o cabeleireiro espanhol Carles Sanchez teve ao receber, em 2009, o prêmio da AIPP, Associação Internacional de Imprensa Profissional, pelo melhor vídeo produzido no ano anterior. O material, feito para divulgar a coleção Conjuro, muito fashion e estilosa, abriu caminho para a ousada Pinball, cujo estilo geométrico ganha destaque nos cortes femininos e o efeito desconectadoTrajetória de sucesso (4) toma conta dos masculinos. Mesmo não sendo a primeira premiação conquistada por Carles, que também ganhou o prêmio de campeão espanhol do Wella Trend Vision, a emoção é sempre marcante.

O interesse e o amor pelo mundo dos cabelos vieram de berço e foram reconhecidos desde cedo. Parte da terceira geração de cabeleireiros de sua família, Carles passou a infância ajudando na barbearia do pai. “Lá, eu aprendi a amar a profissão enquanto lavava cabeças e varria o chão”, relembra. Trajetória de sucesso (1)

Dezoito anos e muitos desafios depois, o hairstylist comemora o resultado do esforço tomando conta do próprio salão, Pelsynera, inaugurado em 2002, em Barcelona. O diferencial de sua equipe, composta por sete profissionais, é estar de olho em referências para propor visuais personalizados. “No salão, não gostamos de manter um estilo fechado, porque é importante experimentar todos eles. Ao criar uma coleção, recorremos às recordações e às emoções do passado de cada um”, explica. Outra preferência assumida é o prazer em mudar o estilo do corte de cabelo dos clientes.

Trajetória de sucesso (3)E, se hoje Carles está acostumado com as apresentações em público, nem sempre foi assim. Em seu primeiro show, ele precisou seguir as diretrizes da marca que representava, o que aumentou o nervosismo e o fez desenvolver técnicas para vencer a ansiedade. “É preciso didática e calma para lidar com o público. Com esse lema em mente, comecei minhas andanças pelo universo educativo, que agora continuam com o dia a dia no salão”, afirma.
 

Deixe um comentário:



Buscar

Notícias

Newsletter

Assine e receba as novidades da revista em primeira mão.



Publicidade


Revista Cabeleireiros.com

Login Cadastre-se