Matéria da Revista Cabeleireiros.com - Edição 52

ImprimirDetox: a palavra da moda

Avalie: 12345

detox (11)Entenda os efeitos do detox no organismo e use-o em prol da saúde da pele e dos cabelos

texto: Rebeca Alcoba | foto: divulgação

Depois da água termal e do óleo de argan, um dos termos que vêm ganhando espaço no vocabulário da beleza é o detox. A palavra começou a ser empregada em assuntos relacionados à alimentação; depois, apareceu nas indicações de cremes; agora, tornou-se foco da indústria capilar.

Mas muita gente acha o movimento detox moderno e adquire produtos sem saber qual é a verdadeira função deles. “A ação detox ou detoxificante é a capacidade de o organismo  eliminar toxinas e subprodutos gerados pelo excesso de radicais livres e açúcares, que não são metabolizados pelo corpo”, explica Mika Yamaguchi, consultora técnica e farmacêutica da Biotec Dermocosméticos. Ela conta que essa função já é explorada pelo mercado há 10 anos, mas o nome virou moda somente agora.

detox (5)O espelho interior
Segundo Kali Nardino, farmacêutico e gerente de Pesquisa e Desenvolvimento de produtos da Smart Life, organismos carregados de toxinas podem sofrer danos celulares por conta do aumento na produção de radicais livres e substâncias cancerígenas. Isso causa diminuição da resistência, cansaço, opacidade na pele e aumento de peso.

Dietas desequilibradas, com muitas frituras, gordura trans, produtos industrializados ou cultivados com agrotóxicos, contribuem para o aumento dos componentes indesejáveis no organismo. Por mais que seja programado para descartar essas substâncias, o corpo humano não consegue processá-las quando são ingeridas em excesso, gerando acúmulo. “Principalmente no fígado e no intestino, que muitas vezes perdem a capacidade de absorção”, esclarece Kali.

As dietas desintoxicantes têm como objetivo principal a eliminação de toxinas. O chá verde e a vitamina C são os carros-chefe, por conta da poderosa ação antioxidante, que inibe os radicais livres. A vitamina C ainda oferece o benefício de fortalecer o sistema imunológico. Já a carqueja e a silimarina são substâncias naturais que auxiliam no trabalho do fígado e contribuem para a melhora de indisposições causadas por má digestão. Para evitar a perda de nutrientes, deve-se consultar um nutricionista que oriente a melhor maneira de fazer um programa detox.

Coisa de pele
No segmento de estética, o detox atua na vascularização cutânea para favorecer as trocas de nutrientes. “É necessário utilizar ativos que aumentem a produção de óxido nítrico, que proporciona relaxamento e estimula a circulação. A arginina também é conhecida por esta finalidade”, conta Mika Yamaguchi.

Esses elementos afastam as toxinas do corpo, sejam geradas por radiação solar, seja pela poluição do ar. Dessa maneira, as mitocôndrias, responsáveis pela energia e respiração celular, aumentam sua capacidade de resposta. “Eliminando-se as toxinas, devolveremos à pele a capacidade de gerar colágeno e elastina de boa qualidade, refletindo em um aspecto revitalizado”, enfatiza.

Segundo Mika, o tratamento detox da pele deve unir produtos de uso oral (que agem diretamente na corrente sanguínea e tópico (que atuam na epiderme e derme). “A Biotec Dermocosméticos trabalha com ativos provenientes de uma biomassa marinha rica em citrulil arginina, a forma mais biodisponível da arginina”, conta.

Cada pele pede um tipo de tratamento tópico. Portanto, cabe ao dermatologista apontar se o produto será em creme, loção, gel ou serum, pois é fundamental que eles sejam dermocompatíveis.

Purificação capilar
As toxinas também agem de forma nociva nos cabelos e, por isso, já se fala em detox capilar. “A finalidade do detox é a purificação por meio de agentes como aloe vera e proteína de soja, encontradas em alguns xampus de limpeza profunda”, comenta Jotha Cunha, cabeleireiro e técnico da Redken. O produto precisa alcançar o couro cabeludo, que é o ponto de encontro entre a parte interna e externa dos fios. Em cabelos normas, é ideal que o tratamento seja feito quinzenalmente; já para pessoas com muita oleosidade, uma vez por semana.

Além dos fatores externos, os maus hábitos desenvolvidos por algumas pessoas, que, na ânsia de cuidarem dos fios, abusam de cremes e óleos de silicone, também são prejudiciais. “Com o acúmulo de resíduos, os cabelos passam a não ter a mesma naturalidade e são acometidos de malefícios como oleosidade excessiva (muitas vezes obstruindo o bulbo), enfraquecimento e queda”, finaliza Jotha.

detox (7)Alimentos perigosos
Os hábitos alimentares podem evitar o acúmulo das temidas toxinas. listou alguns itens que devem ser banidos para quem quer se submeter ao detox:

• Açúcar refinado;
• Álcool;
• Alimentos industrializados, como caldos de carne e enlatados;
• Alimentos que contêm glúten, como pães e bolos;
• Aveia, trigo em grão, farelo ou farinha;
• Café;
• Grãos refinados, como o arroz branco;
• Leite e derivados.

Deixe um comentário:



Buscar

Notícias

Newsletter

Assine e receba as novidades da revista em primeira mão.



Publicidade


Revista Cabeleireiros.com

Login Cadastre-se