Matéria da Revista Cabeleireiros.com - Edição 49

ImprimirDicionário do xampu

Avalie: 12345

xampu (1)Entenda quais são as propriedades de alguns dos principais cosméticos disponíveis no mercado

texto: Renata Vieira | fotos: Arnaldo Bento e divulgação

Escolher entre esse ou aquele xampu pode ser uma tarefa exaustiva e trabalhosa. Além da variedade de marcas, são tantas as indicações, os ativos e as propriedades em cada frasco que é difícil não ficar na dúvida. No Brasil, pela ampla variedade de tipos de cabelo, muitas linhas capilares eram nomeadas de acordo com a textura do fio a que se destinam: lisos, cacheados e afros. Mas recentemente surgiu uma infinidade de outras opções. Quais são elas e para que servem? Como usar o xampu da maneira correta? Tire todas as suas dúvidas agora.

xampu

Xampu: modo de usar
Pode parecer trivial, mas lavar os cabelos também possui seus segredos. Sandra Damas, coordenadora de Educação da L’Oréal Professionnel, dá as dicas para uma higienização perfeita dos fios.


xampuLavar os cabelos diariamente pode danificá-los?
Não. O importante é utilizar produtos adequados ao tipo de fio de cada cliente e prestar atenção na temperatura da água, mantendo-a de morna a fria.
Usar xampus não indicados para determinado tipo de cabelo pode causar problemas?
O xampu deve atender às necessidades dos cabelos de cada cliente. Imagine uma pessoa que tem fios oleosos utilizando uma linha para madeixas secas? O resultado seria extremamente pesado e oleoso. Todo uso inadequado leva a um resultado indesejado.


Para uma boa limpeza, deve-se usar o xampu duas vezes, como indicado na maioria dos rótulos?
Sim. Na primeira aplicação, são removidas as impurezas dos fios, como oleosidade excessiva e resíduos de finalizadores. A segunda promove brilho e tratamento.
As marcas de xampu devem ser alternadas para o cabelo não “viciar”?
Os cabelos não "viciam" com o uso continuado do mesmo xampu. Mas como também possuem ativos de tratamento, depois de determinado tempo de utilização, os produtos suprem a necessidade dos cabelos, sendo necessário um novo diagnóstico.
Alguns profissionais adicionam água ou vitaminas ao xampu. Essa ação prejudica o resultado?
Os cosméticos são desenvolvidos com formulações balanceadas, e qualquer acréscimo de substâncias altera sua composição, comprometendo a eficácia.
É obrigatório usar xampus e condicionadores da mesma linha?
Essa é a forma ideal de usá-los, porque um complementa a ação do outro.

pH: o que é isso?
Potencial hidrogeniônico. Esse nome difícil ficou popularmente conhecido pela sigla pH. Serve para medir o grau de acidez ou alcalinidade de todas as substâncias que contém água. Traduzindo para a realidade dos cabelos: quando é muito alcalino, o produto abre a cutícula do fio, deixando-o frisado e ressecado. Se for ácido demais, também causa ressecamento. A medida levemente ácida fecha a cutícula dos fios.

O grau do pH varia de 0 a 14, e 7 é considerado neutro. Em xampus, o pH ideal está em torno de 5, porque é ácido como o couro cabeludo, mas ainda consegue abrir as escamas dos fios e limpá-los adequadamente.

Já o condicionador precisa ter um grau mais baixo, em torno de 4, para hidratar e selar a cutícula, aumentando o brilho. Por isso, é importante usar xampu e condicionador da mesma linha. Assim é mais garantido que o condicionador terá o pH mais baixo, e os produtos cumprirão suas funções.

*Fontes: Demetre Giokaris, sócio-diretor da Aspa Cosméticos; James Schwartz, pesquisador da P&G; Nívea Ferreira, coordenadora de Educação da Wella Professional; Renê Rossi, gerente de Marketing da OX; Sandra Damas, coordenadora de Educação da L’Oréal Professionnel, e Sueli Cagliari, gerente de Pesquisa e Desenvolvimento de Produtos da Unilever.

Galeria de fotos:

  • xampu
  • Tipos de xampu
  • xampu
  • xampu

Deixe um comentário:



Buscar

Notícias

Newsletter

Assine e receba as novidades da revista em primeira mão.



Publicidade


Revista Cabeleireiros.com

Login Cadastre-se