Matéria da Revista Cabeleireiros.com - Edição 44

ImprimirEla esteve por um fio!

Avalie: 12345

por_um_fio (2)A hairstylist Gabriela Gusso venceu o desafio de encarar o primeiro reality show para cabeleireiros do Brasil e deu um upgrade na carreira

texto: Rebeca Alcoba | fotos: divulgação/André Cherri

Quando fez as malas com destino a São Paulo, a curitibana Gabriela Gusso, 19 anos, pensava que o grande desafio seria trabalhar na unidade paulistana do Vimax Art Hair Beauty, salão do hairstylist Viktor I. Mas sua vida mudou no segundo semestre de 2010. Entre uma tesourada e outra, ela soube que sua inscrição tinha sido selecionada para o reality show Por um Fio, da GNT, no qual competiu com mais 11 participantes por R$ 50 mil em dinheiro e um editorial na revista de moda Marie Claire.

Por 12 semanas Gabriela mostrou o conhecimento adquirido no dia a dia do salão e nas academias da L’Oréal e da Pivot Point, e foi a vencedora da competição. Qual será o gostinho da vitória para ela?

Cabeleireiros.com: Você tem apenas 19 anos. Isso é uma vantagem ou você enfrenta algum preconceito?
Gabriela Gusso:
Já enfrentei muito preconceito. Hoje, tenho uma postura diferente, sei lidar com isso e analiso como uma vantagem o fato de ter me encontrado tão cedo na profissão. Comecei a me interessar por cabelos aos 13 anos, fazendo tranças nas minhas amigas. Nunca mais parei. Encontro mais preconceito por ser mulher do que por ser nova.

C.C.: Como foi a sensação de participar do primeiro reality show deste tipo no Brasil?
G.G.:
Foi ótima! Dá um friozinho na barriga, porque não se sabe como será a aceitação do público.

por_um_fio (3)C.C.: Qual foi o maior desafio enfrentado no programa?
G.G.:
A primeira prova, porque eu estava completamente perdida, não tinha a mínima ideia do que fazer. [A tarefa pedia que os competidores preparassem um look que representasse o seu cartão de visitas.]

C.C.: Por que a preferência por penteados com tranças?
G.G.:
Tranças são a minha paixão. Vejo nelas uma delicadeza que poucos penteados têm.

C.C.: Um dos prêmios foi produzir a beleza de um editorial de revista. Você já tinha alguma experiência nessa área?
G.G.:
Sim, mas eram matérias pequenas em revistas regionais de Curitiba. Nesse nível oferecido pelo programa, é a primeira vez. Ver meu trabalho em uma revista de moda tão forte como a Marie Claire é gratificante.

C.C.: Qual foi o seu maior aprendizado?
G.G.:
Aprendi a trabalhar com calma, a ser mais paciente e mais organizada. Também tive muitas lições de vida, pois a convivência com outras pessoas é um ponto bem complicado.

por_um_fio (1)C.C.: Algum profissional é referência para o seu trabalho?
G.G.:
Sempre admirei o meu patrão, Viktor I, que me ensinou muitas coisas. Hoje, admiro também o meu companheiro de competição Willy Morales [que foi o 11º eliminado do programa]. Ele faz um trabalho incrível e me ensinou bastante, principalmente depois que saímos do confinamento.

C.C.: Após o programa, você já sentiu alguma diferença no seu dia a dia?
G.G.:
Comecei a perceber a admiração que as pessoas têm pelo meu trabalho. Há muito tempo não trabalhava tanto! (risos)

C.C.: Qual é o segredo do sucesso?
G.G.:
Ser esforçada e muito paciente. Procuro sempre ter um foco e fazer tudo com o coração.

“Tranças são a minha paixão. Vejo nelas uma delicadeza que poucos penteados têm.”
Gabriela Gusso

Deixe um comentário:



Buscar

Notícias

Newsletter

Assine e receba as novidades da revista em primeira mão.



Publicidade


Revista Cabeleireiros.com

Login Cadastre-se