Matéria da Revista Cabeleireiros.com - Edição 14

ImprimirExclusividade: vantagem ou desvantagem?

Avalie: 12345

Ter talento, simpatia e disponibilidade são alguns dos pré-requisitos para que o profissional cabeleireiro se torne representante exclusivo de uma marca.

Ser exclusivo é saber liderar. Líder é quem veste a camisa da empresa. Assim pode ser definido o cabeleireiro que tem a exclusividade de uma marca. Este profissional sabe que, ao desejar o melhor para a empresa, ocupará uma posição favorável e será ponto de referência. Profissional satisfeito tem mais responsabilidade e incentivo para crescer.

A exclusividade não pode inibir o trabalho do profissional. Sendo assim, é preciso avaliar com cuidado na hora de formatar o contrato. Ser exclusivo é vantajoso se você puder ter outras marcas em seu local de trabalho. Lógico que você sempre oferecerá sua marca em primeiro lugar, mas também terá mais opções para oferecer. Além disso, se você deixar de ser contratado da marca continuará tendo o que oferecer.

A rotina de um profissional exclusivo sempre é movimentada, por envolver viagens para participar de seminários, eventos, lançamentos, intercâmbios, cursos, workshops e palestras da própria empresa. Para muitos cabeleireiros esta exclusividade é um privilégio de poucos e só traz vantagens. Será mesmo? Pergunto a você profissional, de quantas marcas você já foi exclusivo? Como se sentiu atrelado a uma única marca? O resultado foi satisfatório?

Faço este questionamento porque sei que não é tarefa fácil ser exclusivo, uma vez que, num salão de beleza existem vários tipos de cabelos e nem sempre há uma marca que consiga atender às exigências de todos os clientes. Por isso é preciso ter várias alternativas no local, para que os clientes tenham liberdade de escolher o produto que melhor lhe convém. Desta forma é complicado ser exclusivo, pois isto também significa garantir que o seu cliente seja fiel ao produto. Mas, como ele se sente tendo que usar sempre a mesma marca? Já pensou nisto?

A marca também deve ter critérios na hora de escolher um profissional. No dia-a-dia será este profissional que irá divulgar os produtos da empresa. Esta tarefa requer muita responsabilidade e competência. Atualmente, investir nestes profissionais é uma tendência das grandes marcas. Sem dúvida alguma isto amplia as frentes de trabalho, mas não se pode esquecer que atrás de uma marca há sempre a presença de um profissional cabeleireiro que usa o seu poder para dar segurança e credibilidade ao cliente. Com isso, ele terá a garantia do profissional do produto. É isto que faz a parceria empresa-cabeleireiro obter êxito.

Não podemos esquecer que há espaço para todas as marcas e que o cliente deve ter liberdade de escolha. Do contrário, o cabeleireiro corre o risco de perder o cliente. Mais uma vez lembro a importância de ser exclusivo da marca em shows, workshops, na mídia, enfim onde o profissional quiser, porém sempre com a liberdade de fazer isto fora do salão. Lembre-se: trabalhar apenas com uma marca no salão não é bom para ninguém.

A preservação da imagem também não deve ser esquecida. Pois, qualquer coisa que aconteça pode prejudicar o profissional em todos os âmbitos. Todo cuidado é pouco. Segurança é essencial para manter a imagem profissional.

Lógico que a exclusividade oferece vantagens: salário mensal, produtos, viagens e outras, mas não esqueça: existem prós e contras. Assim, atenção! Seja exclusivo a partir do momento que se sentir preparado para enfrentar a mídia, os clientes e o público, em geral. Nunca deixe de respeitar outras marcas e não se comprometa com os clientes. Amanhã você pode estar em outra empresa. Finalmente, não se esqueça de dizer apenas os benefícios dos produtos, porém sem exaltá-los.

Deixe um comentário:



Buscar

Notícias

Newsletter

Assine e receba as novidades da revista em primeira mão.



Publicidade


Revista Cabeleireiros.com

Login Cadastre-se