Matéria da Revista Cabeleireiros.com - Edição 27

ImprimirJovens talentos

Avalie: 12345

Da esquerda para a direita: Eduardo Gimenez, Tiago Martins, Samuel Jabes, Mari Nicacio, Felipe Restini, Bruno Castro e Henrique EizonoA Intercoiffure Brasil investe nos profissionais que querem ingressar no mundo hair por meio de especializações e cursos. Saiba como participar e confira os depoimentos de alguns membros

texto: Thais Martinez
fotos: Moisés Moraes e divulgação

A Intercoiffure (ICD) é uma associação alemã criada em 1925 por cabeleireiros suíços, franceses e ingleses. Com sede em Paris, reúne os hairstylists que mais se destacam no mundo. Dirigida por Klaus Peter Ochs, abrange mais de 2.500 salões de beleza em 40 países e é a única associação reconhecida pela UNESCO.

Em 1960 nascia a Intercoiffure no Brasil e desde então sua liderança sempre esteve representada por grandes profissionais. Sediada em São Paulo desde agosto de 1999, é presidida atualmente por Jacques Goossens, sócio-fundador da rede Jacques Janine. O ICD, além de dar um respaldo aos grandes profissionais, investe em novos talentos, formando cabeleireiros por meio de especializações e cursos.

A Fundação Guillaume, da Intercoiffure Mondial, é o órgão responsável por desenvolver uma programação direcionada aos jovens cabeleireiros. Segundo Jacques Goossens, “Transmitir para as futuras gerações, por meio da evolução e da união, conhecimentos que respeitem os princípios da ética e da moral” é a função do ICD. Ao ingressar na fundação, os integrantes participam de eventos nacionais e internacionais, treinamentos internos, fóruns de discussão e seminários. Além disso, apresentam-se em grandes shows e eventos da área durante os intercâmbios que são estimulados a fazer.

“Ser júnior da Intercoiffure foi uma oportunidade única para que eu pudesse participar das atividades e eventos da fundação e me entrosar com membros de vários países, além de mostrar meu trabalho em eventos nacionais e internacionais. Graças ao saudoso Richard Metairon tive essa chance e me dediquei de corpo e alma, com humildade e muita vontade de aprender”, afirma Mari Nicacio, coordenadora da equipe de juniores e membro do International Fashion Team da Fundação Guillaume.

A apresentação internacional mais recente da equipe aconteceu em setembro de 2007 durante o “Mondial Performance”, em Paris. Os próximos shows serão na Hair Brasil, em 29 março, em São Paulo, e no Congresso Mundial da Intercoiffure, em maio, no Rio de Janeiro, onde os juniores do mundo todo se apresentarão num evento realizado no Pão de Açúcar.

Requisitos para se tornar membro:
• Ser cabeleireiro e ter idade superior a 27 anos;
• Trabalhar em salão de beleza que seja membro ativo da instituição e ser indicado pelo proprietário do estabelecimento;
• Encaminhar um currículo e preencher um questionário, caso seja aprovado em votação por uma assembléia da Intercoiffure;
• Dominar o idioma inglês, que é a língua oficial da Intercoiffure;
• Contribuir anualmente com o valor simbólico de um salário mínimo.

“A Intercoiffure é uma das principais referências internacionais da moda. Estamos sempre nos bastidores antecipando tendências e participando ativamente dos grandes lançamentos mundiais. Fazer parte da entidade traz grandes benefícios. Além do constante aprendizado, somos procurados para participar de importantes eventos nacionais e internacionais. Em agosto de 2006, por exemplo, ministrei um curso para dois mil profissionais em Lima, no Peru, e em setembro fui representante júnior da Intercoiffure Brasil em Paris, no mais importante evento de cabeleireiros do mundo, o Mondial Performance.”
Felipe Restini

“Não basta fazer parte da Intercoiffure, é preciso participar ativamente. Isso significa muito trabalho, dedicação e vontade de aprender, além de humildade e disciplina. Investir no desenvolvimento cultural e no aprendizado da língua inglesa abre portas para o mundo maravilhoso da Intercoiffure.”
Mari Nicácio

“Entrei na Intercoiffure por influência de meus pais, membros do ICD, com o objetivo de crescer profissionalmente. Acredito que quem está no início da carreira precisa ter apoio de uma entidade séria que proporcione um vasto campo de aprendizado, além de ter como exemplo grandes mestres do passado e do presente. Na Intercoiffure, tenho acesso a informações sobre moda e beleza internacional e técnicas avançadas, além da oportunidade de participar de apresentações, editoriais promovidos por revistas de moda e workshops”.
Eduardo Gimenez

“Ser membro de uma grande instituição como a Intercoiffure é o mesmo que ser um jogador de futebol que compete pela seleção de seu país. O passe dele aumenta e o interesse do mercado é mais intenso. Hoje, vejo que a melhor forma de se aperfeiçoar é com a troca de informações, seja dentro ou fora do País, com um profissional renomado ou com um auxiliar. Já me apresentei em países como Peru, Honduras e Paraguai, e ser um membro da associação foi um grande atrativo para encher as salas e apresentar minha experiência em técnicas de cor e corte.”
Henrique Eizono

“Sou de uma família de cabeleireiros e por isso resolvi
ingressar na área. Ser membro de uma entidade tão forte abre as portas do mercado internacional. Em 2007 tive a oportunidade de fazer um show para 600 cabeleireiros em El Salvador, na América Central, e a repercussão foi benéfica para a minha carreira. Recomendo que os iniciantes sejam humildes, estudem pelo menos mais dois idiomas e façam uma faculdade, porque ela ajuda no desenvolvimento profissional e nivela o cabeleireiro com os clientes mais exigentes.”
Tiago Martins

“Faço parte da associação há quase um ano e acredito que é de extrema importância ter acesso a especializações para ser um grande profissional. Participar de eventos, cursos e editoriais com grandes mestres ajuda a desenvolver trabalhos com alto nível de qualidade. As clientes estão cada vez mais exigentes, e não há nada melhor do que se aprimorar para realizar um bom trabalho.”
Samuel Jabes

”No ICD tenho contato com grandes mestres que fazem a diferença no mundo hair. A organização tem uma visão diferente, que prioriza a troca de informações e a valorização dos membros, pois os dirigentes acreditam que todos tem um diferencial que agrega ao conjunto. O reconhecimento do nosso trabalho é saber que o futuro da Intercoiffure somos nós, os novos talentos, que, com ética e humildade, têm um futuro ilimitado.”
Bruno Castro

Galeria de fotos:

  • Tiago Martins
  • Bruno Castro
  • Henrique Eizono
  • Da esquerda para a direita: Eduardo Gimenez, Tiago Martins, Samuel Jabes, Mari Nicacio, Felipe Restini, Bruno Castro e Henrique Eizono

Deixe um comentário:



Buscar

Notícias

Newsletter

Assine e receba as novidades da revista em primeira mão.



Publicidade


Revista Cabeleireiros.com

Login Cadastre-se