Matéria da Revista Cabeleireiros.com - Edição 45

ImprimirNaturalidade valiosa!

Avalie: 12345

cabelos_virgens (1)Ver uma adulta de cabelos virgens tornou-se raridade. Mas quem pensa que as mais conservadoras não precisam dedicar atenção especial aos fios naturais está enganado

texto: Deise Lima | fotos: divulgação

Não é síndrome de Sansão ou aspiração de ser Rapunzel. Conservar os cabelos intocados por produtos químicos é uma opção que deve ser respeitada e valorizada. Brilho, maciez e vitalidade cabem para
todo tipo de fio, seja quimicamente alterado ou não.

Mas por serem mais saudáveis, são as madeixas virgens que povoam os sonhos dos cabeleireiros. “Todos os profissionais querem ser os primeiros a fazer uma transformação. É como uma tela em branco nas mãos de um pintor”, afirma Vítor Henrique, do JJ Cabeleireiros.

A razão para tanta saúde se deve à estrutura do cabelo virgem. “A parte interna do fio (cutícula) tem a fibra bem conservada devido a proteínas naturais como a queratina, que alguns fios perdem pelo uso frequente de químicas”, explica Eliene Queiroz, supervisora técnica capilar da Surya Brasil.

Dados do Centro de Tricologia de Porto Alegre afirmam que, dos cerca de 150 mil fios de cabelos no couro cabeludo, de 50 a 100 são perdidos diariamente. E essa queda é maior quando eles ficam sensibilizados por químicas. “Os processos químicos retiram vários nutrientes naturais dos fios, fazendo com que as agressões diárias exerçam mais força sobre eles. Se não forem bem cuidados, podem ficar enfraquecidos, favorecendo a quebra e até mesmo a queda”, diz o profissional do JJ Cabeleireiros.

Embora mais saudáveis, os cabelos virgens demandam hábitos parecidos com os dos quimicamente tratados. Manter o corte a cada 45 dias e fazer hidratações periódicas são alguns deles. Isso porque eles também sofrem agressões do sol, vento, piscina, praia, ar condicionado, luzes artificiais e poluição. Se os fios passarem por intervenções químicas, os cuidados devem ser redobrados, e os produtos variam de acordo com o histórico de procedimentos.

Às agressões externas acrescentam-se as mecânicas, como o uso recorrente de secadores, pranchas, escovas e pentes; e as químicas, como alguns ativos que existem nos cosméticos. Silvio Biasoto, responsável técnico da Surya Brasil, relaciona alguns deles: sulfatos (lauril/laureth sulfato de sódio), silicones, óleo mineral, PPDs (corantes das tinturas), água oxigenada, amônia, metais pesados, fragrâncias sintéticas e conservantes. “Evite cosméticos com agressores sintéticos. Muitas pessoas não conseguem se habituar a xampus sem lauril, por exemplo, porque esse componente faz bastante espuma, e os brasileiros acham que é a espuma que limpa”, alerta Silvio.

Vítor Henrique aponta os cosméticos de linhas profissionais como ideais para cuidar de qualquer tipo de cabelo. Para quem deseja ter fios invejáveis, ele indica um kit básico com xampu, condicionador e leave-in sem adição de sal. “Pode parecer simples, mas muitas vezes poupa longos e caros tratamentos de recuperação”, reforça.

Quanto à escolha dos produtos, o tricologista Luciano Barsanti aconselha observar os rótulos para checar a informação sobre o Ph. “O ideal para xampus oscila entre 5,5 e 6,5. Também são indicados aqueles com ativos naturais, como o extrato de alecrim, o óleo de semente de girassol e a sálvia.” A Surya Brasil é uma das empresas especializadas em produtos com apelo natural, cujos xampus são desenvolvidos com um Ph mais próximo ao dos cabelos.

cabelos_virgens (2)Saúde é o que interessa!
Luciano Barsanti indica cuidados simples para manter os cabelos saudáveis.

Hidratação: pode e deve ser feita preferencialmente no cabeleireiro ou com produtos indicados por profissionais habilitados. Cabelos crespos ou ondulados devem receber hidratação a cada sete a dez dias. Fios lisos podem ser hidratados quinzenalmente.

Secador: pode ser usado, desde que a uma temperatura média e com distância mínima de 30 cm do fio.

Sol: lembre-se de que o melhor protetor solar é a sombra. Use chapéus ou bonés feitos com tecidos especiais que filtram 100% dos raios ultravioleta.

Tração: nunca prenda os cabelos com força. Cada fio é sustentado por um músculo muito fino, localizado no interior do couro cabeludo. O uso de tiaras, elásticos, rabos de cavalo, piranhas ou apliques causa tração e arrebenta o músculo, resultando na morte do bulbo (matriz do cabelo).

Xampus e condicionadores: lave os cabelos suavemente com a polpa dos dedos. Não use as unhas. A temperatura da água deve estar em torno de 20°C e a quantidade do xampu e do condicionador deve ser equivalente ao tamanho de uma moeda de R$ 1,00. Para cabelos compridos, a quantidade pode ser maior. O condicionador deve ser usado exclusivamente nos fios, enquanto o leave-in pode ser aplicado na superfície. Opte por um produto que contenha filtro solar, pois o sol amarela e descolore
a cabeleira. Regra básica: todo produto que é bom para o couro cabeludo é bom para os fios, mas o inverso não é verdadeiro.

Confira também:

Ideias e dicas de penteados para debutantes

Dicas para fazer mechas californianas.

Deixe um comentário:



Buscar

Notícias

Newsletter

Assine e receba as novidades da revista em primeira mão.



Publicidade


Revista Cabeleireiros.com

Login Cadastre-se