Matéria da Revista Cabeleireiros.com - Edição 48

ImprimirOlhar de artista, mãos de artesão

Avalie: 12345

trajetoria_de_sucessoO bate-papo que fluiu descontraído nos bastidores do BSG World Festival revelou curiosidades sobre Antonio Bellver, um hairstylist que tem muita história para contar

texto: Rebeca Alcoba | foto:  Iván Aguirre

Com a propriedade de quem transita há 48 anos na profissão, o cabeleireiro Antonio Bellver resume sua carreira em uma frase: “Cheguei até aqui com dedicação e esforço. Sou ‘vocacionado’ e apaixonado pelo que faço”. Ele não atende mais no dia a dia dos salões, mas trabalha diariamente das 9 horas às 22 horas nas três academias que possui, em sociedade com Joss Ifergan e Claude Joanin, dois cabeleireiros franceses radicados no México. Por lá, já se formaram mais de 16 mil alunos nos 15 anos de existência das instituições.

O trabalho de vanguarda é a especialidade de Bellver, em que os pensamentos fantasiosos ganham forma, textura e cores. Seus penteados esculturais são expostos anualmente em duas coleções: primavera-verão e outono-inverno. “Cabeleireiros não são artistas, são artesãos. Os artistas criam ideias novas e nós as reproduzimos e aperfeiçoamos.”

Uma de suas coleções mais recentes estampou a capa da edição 46 da Cabeleireiros.com. Inspirada nos quadros de Tamara Lempicka e na atriz Marlene Dietrich, propõe uma reflexão sobre o papel das divas na história da beleza.

A ideia veio do conceito de que, a cada momento, uma mulher imprime sua marca no imaginário coletivo. Um dos nomes que representam a época atual é Madonna, por seu potencial camaleônico. Bellver lembra que um dos cabelos mais conhecidos da artista é semelhante às madeixas ultraloiras de Marlene.

Ele também domina o trato com as clientes, já que não adianta fazer um corte maravilhoso sem alcançar a satisfação de quem está sentado na cadeira. “Quando vou ao médico, ele não me pergunta qual remédio quero tomar, e sim, escuta os problemas e dá a receita. Dessa forma também deve ser o relacionamento entre cliente e cabeleireiro. É preciso ouvir as necessidades, observar e fazer propostas, jamais perguntar o que a pessoa quer”. Essa é a garantia de um trabalho personalizado e que fideliza a clientela.

Se hoje Bellver atende ao público mexicano, a realidade nem sempre foi assim. Sua carreira começou em Barcelona, ainda muito jovem. A mudança para o México ocorreu pelo fato de aquele país oferecer muitas oportunidades, já que lá há bastante gente jovem e com necessidade de capacitação. “Não me equivoquei na decisão. Eu, minha esposa e meus filhos tivemos muito sucesso. Um deles é chef de cozinha de um dos melhores restaurantes do mundo. O outro é diretor de fotografia e já recebeu vários prêmios internacionais”, conta.

Outro ponto positivo da mudança é a maior chance de participar das premiações de cabeleireiros, já que na Espanha há muita concorrência. Como representante do México, Bellver já ficou três vezes entre os finalistas dos prêmios da Associação Internacional de Imprensa Profissional (AIPP). Ele também tem um pé na moda, pois sempre é requisitado para coordenar a beauté de diversos desfiles. Atualmente, é diretor de beleza do MB Fashion Week, mas atuou nos backstages de eventos de moda espanhóis como Cibeles Madrid e Gaudi Fashion. Para ele, o ponto crucial nesse tipo de trabalho é reconhecer que a estrela é o estilista e o que tem de aparecer são as roupas, propondo looks de acordo com elas. “Muitos cabeleireiros não possuem esta percepção”, revela.

De que valeria adquirir tanta experiência e não compartilhá-la? Se a prática é transmitida nas academias, a teoria pode ser conferida nas três publicações assinadas por Bellver: La Peluquería Hoy (1980), Peluquería de Vanguardia (1992) e 30 Años Creando Estilo (2004). “Dizem que há três coisas que precisamos fazer antes de morrer: plantar uma árvore, ter um filho e escrever um livro. Escrever ajuda a conhecer a si mesmo”, comenta.

Ele enfatiza que, quando começou sua carreira, não havia tanto acesso à informação; então, pensou que publicar um livro é como criar um método profissional. Sua obra mais recente deixa explícita a transformação tecnológica que ocorreu a partir de 1970. “O Photoshop mudou o segmento de beleza. Em 30 Años Creando Estilo, é possível conferir o trabalho verdadeiro, sem intervenções do programa”. Essa publicação compila todas as coleções criadas por ele até 2004.

Galeria de fotos:

  • Coleção Geopak - Antonio Bellver

Deixe um comentário:



Buscar

Notícias

Newsletter

Assine e receba as novidades da revista em primeira mão.



Publicidade


Revista Cabeleireiros.com

Login Cadastre-se