Matéria da Revista Cabeleireiros.com - Edição 6

ImprimirPrevenção Capilar

Avalie: 12345

Cuidados com os cabelos durante o verão

O verão chegou, e com ele as férias e passeios para curtir o sol. É sempre agradável passar um dia na praia ou no clube, principalmente com o sol brilhando num céu sem nuvens. Sol com moderação faz bem, levanta o astral, mas não podemos esquecer que os raios solares são radiações energéticas que atuam sobre a pele e os cabelos resultando em uma aparência envelhecida. Entre as conseqüências desagradáveis de uma excessiva exposição ao sol estão a insolação, o aparecimento de herpes, reações alérgicas, manchas e o câncer de pele, entre outras.

Os cabelos sofrem muito com a chegada do verão, pois estão expostos diretamente ao sol o tempo todo. A radiação solar atua sobre a fibra capilar de diversas formas, provocando a perda da elasticidade, resistência, brilho, maleabilidade e umidade natural. Os cabelos tornam-se mais frágeis e quebradiços, extremamente sensíveis à baixa umidade do ar que passa a roubar-lhe água com muita facilidade. Os raios solares são potentes ativadores de radicais livres responsáveis pela destruição da membrana celular que envolve e protege as fibras de proteína queratina. As cutículas são as primeiras a serem prejudicadas pela ação do sol e começam a sofrer uma intensa erosão, expondo a camada cortical. A estrutura do pigmento melanina, responsável pela cor dos cabelos, é modificada alterando a cor natural, criando tons amarelados ou avermelhados. Assim, o cabelo passa a apresentar um aspecto “queimado” na parte superior da cabeça.

Cabelos danificados pela ação do sol são muito frágeis e porosos, adquirindo as mesmas propriedades de um cabelo com química. O shampoo penetra na fibra capilar e lava mais do que deveria, retirando toda a emoliência natural dos cabelos, e o secador contribui para retirar a umidade que deveria ficar nos cabelos mantendo a hidratação natural. As condições climáticas atuam fortemente sobre os cabelos que passam a sofrer com o tempo seco, vento, sol e excesso de umidade, tornando-se uma esponja que absorve os resíduos da poluição do ar. Coloração e relaxamento ficam assim proibitivos nas regiões sensibilizadas pelo sol pois, por estar muito poroso, o fio irá absorver o ativo relaxante com muita rapidez e perderá o pigmento da coloração mais rápido ainda. A fixação da coloração deixa muito a desejar em um cabelo fragilizado pelo sol.

O relaxamento só deve ser feito em cabelos saudáveis, ou seja, que apresentam uma resistência natural à penetração do ativo de relaxamento, permitindo que ele se distribua e atue de forma homogênea durante o processamento dos cabelos, rompendo entre 25 e 30% das pontes dissulfetos responsáveis pela forma fixa dos cachos. Ao ser aplicado em um cabelo poroso o produto não encontra resistência, penetra rapidamente e rompe um número de pontes dissulfeto suficiente para causar um corte químico. Caso o produto tenha sido retirado a tempo será muito difícil remover totalmente o ativo de relaxamento, podendo resultar num corte químico tardio.

Assim como a pele exige cuidados especiais e muita proteção contra os raios solares, os cabelos também precisam dos mesmos cuidados sob o sol, antes, durante e depois. E se passaram por uma transformação química, requerem cuidados maiores. A utilização de produtos cosméticos adequados no dia-a-dia, associados a tratamentos de hidratação e revitalização profunda periodicamente, previnem o envelhecimento precoce do cabelo, fato muito comum durante o verão. O shampoo deve conter ativos filmógenos que protejam o fio enquanto lava. Poliquatérnios, proteínas e gomas quaternizadas são excelentes agentes filmógenos que protegem o fio da erosão excessiva das cutículas de proteção. A característica levemente ácida do shampoo garante uma limpeza suave retirando resíduos e poupando os emolientes naturalmente presentes na fibra capilar. As proteínas desempenham ainda um papel importante na hidratação, reparo e revitalização da fibra, devido à sua estrutura molecular semelhante à queratina do cabelo. O uso do condicinador após o shampoo permite reposição de agentes emolientes responsáveis pela maciez, sedosidade e flexibilidade dos cabelos. Finalmente, é indispensável o uso do leave-in, um creme hidratante capilar sem enxágüe, que deve ser aplicado sobre os cabelos diariamente para proteção contra os raios solares, poluição, baixa umidade do ar, vento e todos os agentes externos que possam danificar a estrutura do fio. Como os produtos de tratamento sempre deixam ativos que se depositam no cabelo com o intuito de proteger, de vez em quando, é necessário o uso de um shampoo de limpeza profunda (anti-resíduos), que irá devolver a leveza aos cabelos; só então deve-se voltar aos produtos de tratamento.

A hidratação feita pelo profissional atua profundamente sobre a fibra, revitalizando e nutrindo intensamente de forma duradoura. A eliminação das pontas é vital para a manutenção do aspecto saudável e o acompanhamento do profissional de beleza, no sentido de orientar em relação aos cuidados e prevenções, pequenas manutenções e tratamentos de beleza irão manter os cabelos sempre “jovens” e saudáveis.

O verão está chegando, é hora de redobrar os cuidados.

Deixe um comentário:



Buscar

Notícias

Newsletter

Assine e receba as novidades da revista em primeira mão.



Publicidade


Revista Cabeleireiros.com

Login Cadastre-se