Matéria da Revista Cabeleireiros.com - Edição 52

ImprimirQuestão de pele

Avalie: 12345

estetica_masculina (2)Mais espessa e oleosa, a pele masculina requer cuidados específicos. A cada dia, os homens estão ficando mais entendidos neste assunto
texto: Renata Vieira | fotos: divulgação

Faz tempo que a aparência física deixou de ser uma preocupação estritamente feminina. Hoje, os homens representam 8% da procura por tratamentos estéticos não cirúrgicos, como o uso da toxina botulínica tipo A e o preenchimento de linhas de expressão com ácido hialurônico. Essas estatísticas são da Sociedade Americana de Estética e Cirurgia Plástica. Parece pouco? Comparando-se com os dados de 1997, houve um crescimento de 88%.

Por questões hormonais, a pele masculina é mais espessa, oleosa e apresenta maior quantidade e espessura de pelos do que a feminina. Muitos homens utilizam cremes, xampus e condicionadores da esposa simplesmente por não terem o hábito de comprar os próprios produtos. Grande erro. Por eles terem fios e pele com características distintas, o produto pode não alcançar o mesmo resultado. É como usar um medicamento receitado a outra pessoa. Segundo a dermatologista Bruna Duque Estrada, coordenadora do Departamento de Cabelos da Sociedade Brasileira de Dermatologia no Rio de Janeiro, individualizar os tratamentos é o ideal.

Sandra Caserta, técnica da Manner for Men, salienta que a pele masculina também segue a famosa classificação entre normal, seca, oleosa e mista. “Além disso, existem as sensíveis e acneicas. Na hora de hidratá-las, essa classificação é importantíssima”, lembra. A higienização deve ser feita com um sabonete adequado para o tipo de pele e, no caso das oleosas, o uso do loção adstringente mantém livres do excesso de óleo e evita a obstrução dos poros, o que acarreta espinhas.

estetica_masculina (1)Com a barba em dia!
Principal diferenciadora estética entre homens e mulheres, a barba também pode ser a responsável por encravamentos, alergias e sensibilidade. Para evitá-las, Bruna recomenda apará-la posicionando a lâmina no sentido do crescimento dos pelos, de cima para baixo, além de usar anti-inflamatórios tópicos.

“Para alguns, essas medidas não são suficientes. O mais recomendado para casos de foliculite crônica é a depilação a laser, que torna o pelo progressivamente menor e mais fino. Esse é o único tratamento definitivo para o problema”, observa. Populares, as lâminas de barbear devem ser trocadas após cada uso, pois contêm resíduos de pele que podem servir como meio de cultura para bactérias e fungos.

Todo cuidado é pouco para realizar o procedimento no salão de beleza. Antes de iniciar o serviço, Sandra indica lavar o rosto com água morna, o que auxilia a amolecer a pele, e higienizá-la com sabonete, porque a ausência de oleosidade e de resíduos facilita o deslizamento da lâmina de barbear. Use creme ou gel de barbear e massageie em círculos, de um lado para o outro e de cima para baixo. Isso ajuda a cortar o pelo de forma mais rente. Outra dica é barbear-se devagar, sem pressionar a lâmina, para evitar cortes.

Barbear somente com sabonete também não a melhor opção. Produtos específicos existem por terem sua utilidade. “Além de deixar a pele mais macia, a espuma para barbear facilita o deslizar da lâmina”, explica ela. Já a loção pós-barba apresenta ação refrescante, cicatrizante e é indispensável para quem tem pele sensível e com acne, pois alivia a irritação.

A melhor escolha são os produtos com componentes calmantes, de preferência sem álcool e hipoalergênicos. Manter a hidratação em dia com produtos apropriados para o tipo de pele contribui para diminuir os incômodos.

Vaidade masculina
Muitos estabelecimentos de beleza estão investindo em atendimento especializado para o público masculino. Kathya Muller, gerente do Salão Marcos Proença, comenta que, embora ainda não superem a frequência feminina, em dias de movimento, sua equipe atende até 20 homens para os serviços de corte, coloração e estética. Lá existe uma sala especial para eles, com profissionais exclusivos.
Foi-se o tempo em que eles somente aparavam a barba e cortavam o cabelo. “O corte é o serviço mais pedido, mas os clientes também fazem coloração, balayage, escova progressiva, relaxamento, depilação, manicure, pedicure e tratamentos capilares”, revela Kathya. Além disso, eles gostam de massagens relaxantes e são adeptos de produtos indicados pelos profissionais, como xampus, pomadas, leave-in, condicionadores e gel.

Confira também:

Escova de verniz

Deixe um comentário:



Buscar

Notícias

Newsletter

Assine e receba as novidades da revista em primeira mão.



Publicidade


Revista Cabeleireiros.com

Login Cadastre-se