Matéria da Revista Cabeleireiros.com - Edição 21

ImprimirRicardo Cassolari: mil e uma habilidades

Avalie: 12345

Com mãos capazes de esculpir trabalhos em madeira e domar os fios de grandes celebridades, o hairstylist chega ao comando do salão L´Autre Femme com a sabedoria de quem conhece tintim por tintim a profissão.

Disciplina e perseverança foram os nortes que conduziram o talentoso e prestigiado hairstylist rumo ao sucesso. Integrante de uma família de tradição nas artes da coiffure, Cassolari, mineiro, natural de Poços de Caldas, possui bons motivos para se orgulhar do caminho que trilhou. Atualmente comanda o seu próprio salão L´Autre Femme, em São Paulo. Além do time de 40 profissionais, selecionados a dedo por ele, a família colabora, efetivamente, há 17 anos, com o negócio exercendo funções na área administrativa, maquiagem e cabelo.

A arte de mexer com os dedos

O hairstylist, desde muito cedo despertou interesse na profissão de cabeleireiro, mas sua história não se restringe apenas a reconhecida habilidade no manuseio das tesouras. Sua criatividade com trabalhos manuais vem sendo lapidada desde os sete anos, quando trabalhava na marcenaria de seu pai que ficava nos fundos da casa da família. Com 10 filhos para criar, os pais de Cassolari colocaram, desde cedo, os filhos para ajudar no trabalho. “Eu aproveitava as sobras de madeira para fazer meus próprios brinquedos, sempre com supervisão do meu pai. Era uma atividade pesada e aprendi a ter muita disciplina. Este trabalho ajudou a desenvolver meu lado artístico”, relembra.

Com 11 anos, Cassolari se mudou com a família para São Paulo, no bairro Parque Continental, onde conseguiu emprego em uma serralheria. Mas, sua verdadeira vocação iniciou-se aos 14 anos, quando conheceu o mundo beauty. “Eu levava almoço para minha irmã que trabalhava no L´Officiel e ficava olhando tudo que acontecia por lá. A beleza, os aromas, todos os sentidos foram despertados em um menino pré-adolescente”.

Dos 15 aos 20 anos, Cassolari trabalhou como auxiliar de cabeleireiro no salão L´Officiel. Porém, a paixão era tanta que mesmo aos fins-de-semana, além de sair para festas, cortava os cabelos dos amigos. Mas, nesta época, a escolha profissional ainda causava certas dúvidas, o preconceito dos amigos e sua própria insegurança fizeram com que Cassolari travasse uma batalha interna. “Percebi que eu era preconceituoso e, somente então, comecei a crescer e me livrar destas cobranças. Aprendi também que as pessoas estão mais preocupadas com a vida alheia, do que com elas mesmas”.

Procurando novos ares, Cassolari encontrou no salão Colonial, em São Paulo, o espaço para resgatar sua auto-estima, causada pela falta de convicção na profissão escolhida. Trabalhando como cabeleireiro, em um desfile de moda, recebeu o incentivo que precisava. “Comecei a enrolar o cabelo de uma das modelos, um trabalho que gostava bastante e, de repente, começaram a elogiar o que eu estava fazendo. Isso me trouxe bastante segurança”. Mas o destino de Cassolari era mesmo o salão L´Officiel. Após dois anos retornou como assistente de sua irmã e foi promovido, rapidamente, de assistente a profissional. Este retorno trouxe sólidos frutos ao jovem cabeleireiro que, por meio de uma de suas clientes, jornalista, começou a realizar editoriais de beleza e capas de revista femininas como: Vogue, Elle e Marie Claire. O resultado deste trabalho fez com que Cassolari se tornasse conhecido entre os profissionais da área do hair design.

O salto na profissão

O ano de 1989 foi decisivo na carreira de Cassolari. O sonho de montar o próprio negócio e seu espírito empreendedor fez nascer o salão L´Autre Femme, no Jardim Europa, bairro nobre de São Paulo. Nova vida e novas responsabilidades. A esposa se tornou a grande parceira nesta empreitada administrando o projeto. O experiente profissional, como patrão, experimentou alguns dissabores com a nova função. “Muitas vezes eu pensei em trabalhar como funcionário novamente, pois relacionar-se com os seres humanos acaba trazendo decepções”, revela o profissional que faz questão de priorizar a relação com seus colaboradores e clientes.

A nova fase profissional atraiu pessoas famosas para o salão. Nomes como Luiza Brunet, Xuxa, Malu Mader e Ana Paula Arósio já confiaram suas madeixas às tesouradas do profissional. Mas, Cassolari vê com olhos atentos o relacionamento entre cabeleireiro e as celebridades. “Não gosto de usar o nome das pessoas para me promover, claro que uma pessoa conhecida pode trazer muitos benefícios, mas eu não me iludo com a fama, busco o sucesso pela minha capacidade”, afirma.

O intenso trabalho é aperfeiçoado com constantes viagens ao exterior realizando cursos nas principais academias, como a Toni & Guy, em Londres. A família conhece bem a rotina da profissão, somando as três gerações, são cerca de 30 pessoas trabalhando na área. Mas nem tudo são flores na vida de Cassolari. “O profissional da nossa área acaba sendo muito ausente na relação com os filhos. Eu lembro da minha filha mais velha me pedindo para trabalhar menos”, relata o cabeleireiro que começa cedo no batente. Por volta das 8h30 da manhã chega ao salão e só sai às 21h da noite. A vocação para o trabalho veio de berço italiano, aonde se encontram as origens da família, quando a avó paterna trabalhava tecendo perucas. Hoje, além do L´Autre Femme os salões, Cassolari´s e duas unidades do L´Officiel são comandados pela família.

Além das tesouras

O talento de Cassolari não se resume ao mundo da beleza. Como hobbie, a fotografia tem um lugar especial em sua vida com direito a exposição na Galeria São Paulo em 2000, incentivado por uma de suas clientes. “Desde garoto eu gosto de fotos. Com 19 anos comprei uma câmera em sociedade com um amigo e fiz um curso básico”. Um curioso nato, Cassolari, aprendeu muitas atividades somente pela prática, como a pintura, outra habilidade revelada. Mas o profissional reconhece a importância da busca pelo conhecimento por meio de cursos profissionalizantes. “A escola é fundamental na vida do ser humano para construção do senso cívico e conscientização. Tenho vontade de trabalhar em cima da questão do ensino”, revela.

Acreditem se quiser, o próximo projeto deste grande profissional é construir um forno de pizza para receber seus familiares e amigos. É com esta simplicidade e determinação que Cassolari conquistou, definitivamente, seu espaço profissional no mercado de beleza.

Deixe um comentário:



Buscar

Notícias

Newsletter

Assine e receba as novidades da revista em primeira mão.



Publicidade


Revista Cabeleireiros.com

Login Cadastre-se