Matéria da Revista Cabeleireiros.com - Edição 16

ImprimirSOL, BELEZA E ENVELHECIMENTO

Avalie: 12345

A exposição à luz solar requer determinados critérios e cuidados para continuar sendo uma fonte inesgotável de vida.

Tão indispensável à vida quanto o ar que respiramos, a luz do sol pode se tornar motivo de preocupação para quem se expõe a ela sem os devidos cuidados. Tanto a sua ausência quanto o seu excesso provocam problemas de saúde, que comprometem a regeneração e reconstrução das células, além de comprometer a beleza da pele e dos cabelos.

A AÇÃO POSITIVA DO SOL

Nossa vida gira em torno do sol, pois seus raios são necessários. Nas crianças, a radiação solar ajuda na prevenção e tratamento do raquitismo transformando o ergosterol epidérmico em vitamina D que, por sua vez, aumenta a absorção de cálcio contido nos alimentos no intestino, com o que se obtém a formação normal dos ossos, unhas e cabelos. Nos adultos, o sol moderado previne a osteoporose e atua sobre as depressões psíquicas, reumatismo, gota, artrite e inflamação dos ovários. Aumenta a produção dos hormônios sexuais, eleva a pressão sangüínea e o rendimento metabólico, provocando uma sensação de bem-estar. É fonte de calor e luz, e indispensável à fotossíntese nos vegetais verdes, responsáveis pela produção do oxigênio que respiramos.

EFEITOS DESAGRADÁVEIS

Não há dúvida de que é muito agradável passar um dia inteiro na praia, piscina, ou praticando esportes ao ar livre, porém expor-se ao sol requer profundo conhecimento sobre os seus efeitos favoráveis e conseqüências desagradáveis, que a incidência de seus raios pode provocar na pele e, principalmente, nos cabelos. O sol é fonte de vida, apesar de contribuir também para o envelhecimento, câncer de pele, manchas etc. A pele exposta diretamente ao sol sofre uma série de transtornos que se manifestam, entre outros, por um espessamento da pele, perda de sua elasticidade natural, aparecimento de rugas e perda da capacidade de reter a água dentro das células. Tudo isso pode ser resumido em envelhecimento prematuro da pele e dos cabelos.

CABELOS AO SOL

Tanto ou mais que a pele, os cabelos sofrem muito no verão pela superexposição ao sol, pois os raios solares são potentes ativadores de radicais livres que destroem a membrana celular responsável pela proteção das fibras de proteína queratina, indispensável à proteção dos fios. Quando essa proteção é rompida, os fios passam por uma série de agressões subseqüentes, que irão produzir efeitos danosos no cabelo, tais como:
• As cutículas desgastadas expõem a camada cortical.
• A cor natural do cabelo é alterada pela modificação na estrutura do pigmento melanina, conferindo um tom queimado aos fios.
• Fios frágeis e porosos, com a mesma propriedade de um cabelo com química.
• Impossibilidade de receber aplicações de química, como relaxamento e coloração, devido à porosidade e fragilidade excessiva, o que só iria agravar o problema e retardar a recuperação.

DE BEM COM O SOL

Assim como a pele, os cabelos precisam de muita proteção contra os raios solares. Mais ainda, se passaram por qualquer transformação química. Ter o sol como aliado implica em cuidados antes, durante e depois de se expor, levando em conta que os cabelos sofrem mais com os efeitos nocivos do sol pelo fato de estar exposto, o tempo todo. Sendo assim, cabe ao profissional cabeleireiro orientar suas clientes no sentido de tomar as devidas precauções contra as conseqüências desagradáveis que a luz do sol pode causar. Entre esses cuidados estão:
• Antes de tudo, evitar o sol entre 10h00 e 16h00, pois é o horário de maior incidência da radiação UVB.
• Produtos cosméticos adequados, associados a uma revitalização profunda, que fortalece o cabelo e cria resistência contra a erosão das cutículas.
• Após o shampoo, a aplicação do condicionador proporciona a reposição de agentes emolientes para garantir o brilho, maciez e flexibilidade dos fios.
• O uso de um creme hidratante sem enxágüe, o leave-in, com filtro solar é obrigatório. Sua aplicação diária garante proteção contínua contra agentes externos que danificam a estrutura dos fios, como os raios solares, poluição, vento etc.
• Pelo uso constante dos produtos de tratamento, um shampoo anti-resíduos deve ser aplicado, de vez em quando. Ele fará uma limpeza profunda, removendo o excesso de ativos depositado no cabelo.

Além de orientar suas clientes, em relação aos cuidados e prevenções, o profissional de beleza deve indicar um tratamento para nutrir e revitalizar a fibra capilar, de uma forma mais intensa. E para manter o aspecto saudável do cabelo torna-se necessária a eliminação das pontas.

Essas recomendações valem para todas as estações, embora no verão os cuidados devam ser redobrados, por conta do sol.

Deixe um comentário:



Buscar

Notícias

Newsletter

Assine e receba as novidades da revista em primeira mão.



Publicidade


Revista Cabeleireiros.com

Login Cadastre-se