Matéria da Revista Cabeleireiros.com - Edição 12

ImprimirTratamento Capilar

Avalie: 12345

CABELOS COLORIDOS E QUIMICAMENTE PROCESSADOS: COMO TRATÁ-LOS?

Um bom diagnóstico ainda é o primeiro e o mais importante passo, para recuperar cabelos fragilizados por processos químicos.

É muito importante que o cliente tenha conhecimento de como está o seu cabelo. Quem passou por uma coloração, ou qualquer outro processo químico, deve entender a transformação que ocorre na estrutura dos fios para se conscientizar da necessidade e importância dos tratamentos pré e pós-processos químicos. Para isto, o cabeleireiro deve fazer sempre um bom diagnóstico do fio, com uma análise minuciosa em todo o cabelo, da raiz às pontas, pois só assim poderá informar ao cliente qual a real condição de seu cabelo e indicar o tratamento adequado a ser utilizado.

Estes cabelos podem apresentar maior porosidade, escamas danificadas etc., quando, entre outras coisas, são expostos à ação do sol, vento, partículas suspensas no ar, sais minerais contidos na água de chuveiro e lavatório, que vão interferir na cor criando tons amarelados e avermelhados. A falta de condições de reter a água ocasiona danos ao cabelo tais como, o ressecamento, pontas duplas, fios arrepiados, volume e brilho alterados, resultando assim em um cabelo com aspecto indesejável.

Quando o cliente sabe como está seu cabelo, através de um bom diagnóstico profissional, ele torna-se realmente consciente de que não deve ir ao salão só para fazer uma única seção de beleza, e sim uma rotina de tratamento. Agora, conheça um pouco mais os ativos cosméticos que devem estar presentes nas formulações específicas para proteger os fios, prolongar a vivacidade da cor e manter os cabelos em boas condições para a próxima seção de coloração, ou outro tratamento químico.

EDTA:

A água contém metais conhecidos como “sais minerais”, que são vitais ao nosso metabolismo. A queratina do cabelo tem uma estrutura carregada de cargas negativas e os metais possuem carga positiva, logo, por simples atração eletrostática, os metais contidos na água potável se depositam facilmente sobre os cabelos. Quanto mais poroso estiver o cabelo maior será a deposição de metais sobre os fios, tornando-os opacos, sem maleabilidade e com aparência suja. O EDTA (ácido etilenodiamino tetracético) é um quelante ou seqüestrante de metais. É muito importante a presença de EDTA no shampoo e condicionador, pois ele impede que os metais contidos na água se depositem sobre os fios. Os metais se ligam ao EDTA e são totalmente removidos do cabelo durante o enxágüe.

MODIFICADORES DE pH:

• Ácido cítrico: utilizado para diminuir o pH
• Hidróxido de amônio, hidróxido de sódio e etanolamina (ou monoetanolamina): álcalis utilizados para aumentar o pH.

Para mudar a cor, ou a forma dos cabelos, é preciso ultrapassar as cutículas e alcançar o córtex. Este processo envolve dilatação da fibra capilar e para isso é preciso fazer uso de uma alcalinidade forte. Quanto maior o pH, maior é o inchaço. O pH elevado abre as cutículas e “afrouxa” o córtex permitindo que:

• Outros ativos químicos penetrem e quebrem as pontes dissulfeto, para o alisamento ou permanente.
• Os precursores da coloração penetrem e revelem a cor, dentro do córtex.

Agora é preciso reverter o processo, ou seja, reduzir o pH. O pH ácido reduz o diâmetro da fibra capilar, abaixa as cutículas e inibe a ação dos agentes químicos de transformação. O pH ácido, também aumenta a resistência da queratina, a força dos cabelos e devolve o brilho aos fios. Os cabelos quimicamente processados e coloridos devem ser lavados com shampoos com pH menor que 7 (ácidos).

A diferença entre as células das cutículas e as do córtex é que as proteínas queratinas, contidas nas células das cutículas, apresentam um conteúdo maior de aminoácidos cisteína do que as proteínas queratinas contidas nas células do córtex gerando um número maior de pontes dissulfeto, que aumentam a coesão entre as proteínas queratinas, proporcionando uma impermeabilidade protetora envolvendo a camada cortical. A função do pH ácido nos produtos cosméticos é fazer com que a estrutura da proteína queratina adquira sua forma menos reativa e menos vulnerável, aumentando a resistência do fio e facilitando o fechamento das cutículas.

ATIVOS QUATERNIZADOS:

• Goma guar quaternizada
• Proteínas e aminoácidos quaternizados
• Poliquatérnios

As moléculas quaternizadas, como o próprio nome indica, possuem carga residual positiva o que as torna altamente substantivas ao cabelo. Sua estrutura catiônica faz com que sejam rapidamente absorvidas pelos fios, reduzindo a porosidade e/ou formando um filme de proteção e impermeabilização, que aumenta a resistência e elasticidade. Confere grande maciez e excelente condicionamento.

ATIVOS HIDRATANTES:

• Manteigas vegetais
• Extratos vegetais ricos em mucilagens (algas marinhas, aloe vera etc.)
• Proteínas e aminoácidos

Substâncias hidratantes são aquelas que contêm moléculas com capacidade de formar ponte de hidrogênio com a água, de forma estável e duradoura. Assim, estas substâncias formam um “filme de água” ao redor dos fios tornando-os macios, sedosos e maleáveis. A falta de hidratação acelera o envelhecimento dos fios tornando-os mais frágeis e quebradiços.

ATIVOS EMOLIENTES:

• Manteigas vegetais
• Óleos vegetais
• Silicones
• Óleo mineral
• Lanolina e derivados

Restauram o cimento e a membrana celular que envolve as fibras de queratina, melhoram a emoliência das cutículas e dão maior flexibilidade e brilho aos fios.

Existe uma infinidade de substâncias químicas à disposição dos cosmetólogos para o desenvolvimento de produtos com eficácia comprovada, que garantem ao cabeleireiro resultados imediatos; porém, é preciso ser crítico e considerar que, para haver um resultado efetivo, é preciso haver uma concentração satisfatória de ativos. Sendo assim, use somente produtos aprovados pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) e procedentes de empresas conceituadas, que ofereçam, além de bons produtos, uma efetiva assistência com técnicos experientes.

1 Comentário:

  1. Foto: Monielli
    Monielli: 09/10/2011 às 05:19
    adorei de mais essa materia


Buscar

Notícias

Newsletter

Assine e receba as novidades da revista em primeira mão.



Publicidade


Revista Cabeleireiros.com

Login Cadastre-se